Hora de jogar

.
O Brasileirão chega à segunda rodada com vários times precisando mostrar serviço. A decepção da estréia deve ser compensada com um plantel ofensivo, ainda mais se estiver jogando em casa. Mas é preciso cautela, pois os goleiros andam se destacando, e ainda há várias estrelas que não deram as caras no maior campeonato do país.

O que vale para as equipes, conta para os cartoleiros. Quem soube investir em jogadores baratos e de defesa na primeira rodada, ou escalou os atacantes e meias certos, deve ter ganhado cartoletas. Se você está neste grupo, parabéns.  Agora, é hora de começar a ganhar pontos. Para isso, recomendo partir para três atacantes (esquema 4-3-3 ou 3-4-3). Cito quatro razões para isso:

1) Muitos defensores estão valorizados. Alguns pontuaram nem tanto pela atuação, mas porque o time deles não tomou gol, o que lhes garantiu 5 pontos pelas regras do Cartola. É o caso do zagueiro Alex Silva (CRU), que jogou apenas 17 minutos, fez uma roubada de bola e saiu com 6,7 pontos e 2,53 cartoletas; ou de Wellington Carvalho (FLU), que contra o Corinthians sofreu uma falta, cometeu duas, deu um passe errado e mesmo assim ganhou 4,2 pontos e 2,62 cartoletas. São zagueiros, laterais e até goleiros que correm sério risco de passar a valer menos se permitirem gol do adversário;

2) À exceção de Atlético-MG e Fluminense, as outras oito equipes que recebem em casa seus oponentes precisam somar seus primeiros três pontos, não apenas pelo intuito de colar dos líderes, mas buscando evitar crises já no início do torneio. São Paulo, Grêmio, Coritiba e Santos, mesmo disputando outros campeonatos, terão partidas do Brasileiro no meio da semana que vem, o que justifica atuar com o time completo neste fim de semana, ou quase completo, já que os dois times paulistas (assim como Inter, Botafogo, Vasco e Fluminense), dispensarão atletas para os amistosos da Seleção;

3) Quatro times possuem atacantes pouco valorizados (10 ou menos cartoletas): Portuguesa, Atlético-GO, Náutico e Coritiba. Todas elas buscam em seus domínios um bom resultado, ou seja, há a promessa de pontos a baixo custo para o ataque;

4) Depois dos goleiros, os atacantes e os meias são os que geralmente mais pontuam. Na primeira rodada, onde tivemos poucos gols, há quatro atletas nestas posições entre os dez maiores pontuadores, contra dois zagueiros e apenas um lateral. Para quem se apoia em estatísticas, a lista dos dez melhores do Cartola 2011 contou com cinco jogadores de frente, três goleiros e apenas um zagueiro e um lateral (Dedé e Fagner, ambos do Vasco, que ainda não estrearam esse ano).

Se você perdeu dinheiro na primeira rodada, fique tranquilo, o campeonato ainda terá muitas surpresas e pode ser que a maré já vire nessa rodada. Sua estratégia deve ser a de recuperar cartoletas, portanto sugiro investir em alguns atletas baratos ou que foram bem mal no início. Cuidado com os goleiros em alta, pois a rodada promete muitos gols. E não deixe de apostar nos atacantes, ok?

Minhas dicas são:

Goleiros: Denis (SPO), Vanderlei (CTA), Aranha (SAN). Apostas de risco: Renan (BOT) Gledson (POR), por serem baratos e jogarem sua estreia contra times ofensivos. Muriel (INT), Wilson (FIG) e Marcelo Lomba (BAH) devem ser bombardeados na rodada, ou seja, podem render pontos mesmo tomando gols.

Zagueiros: Welinton (FLA), Rhodolfo (SPO), Rodolfo (VAS), Naldo (GRE), Emerson (CTA) e Durval ou Bruno Rodrigo (SAN), o que for jogar. Aposta de risco: Paulo Miranda (SPO) por ter feito um bom Cartola em 2011 e ainda não mostrar o seu futebol no tricolor.

Laterais: Pará (GRE), Rafael Galhardo (SAN), se jogar, Douglas (SPO) e Lucas Mendes (CTA). Aposta de risco: Léo Moura (FLA), pois não costuma fazer muitos pontos, mas deve garantir o saldo de gols contra o Inter desfalcado de seus principais atacantes.

Meias: Bernard (CAM), Denílson e Cícero (SPO), Bida e Pituca (ATL), Montillo (CRU), Henrique (POR) e Marco Antônio (GRE). Apostas de risco: Arouca (SAN) e Ibson (FLA), se entrarem em campo, mas custam caro.

Atacantes: Rafael Sobis e Rafael Moura (FLU), que devem ser escalados, Araújo (NAU), Felipe e Diogo Campos (ATL), André Lima e Miralles (GRE), Everton Costa e Anderson Aquino (CTA), Borges (SAN). Aposta de risco: Luis Fabiano (SPO), que deve fazer gols contra o Bahia, porém também está valorizado.


Nota 1: A lista acima pode mudar em função de como forem jogar os times envolvidos em outros torneios. Fique de olho nas notícias que saem aqui no Cartoleiros.

Nota 2: quem lê esta coluna pode estranhar que não falo de técnicos. Nas primeiras rodadas, onde as cartoletas são poucas, acho que investir em treinadores caros é um desperdício. O desvio entre o maior pontuador e o menor costuma ser bem pequeno. Treinadores raramente negativam na pontuação. Portanto, aposte em um técnico barato cujo time joga em casa, e evite gastar e perder muito dinheiro. Mais para frente, com cartoletas sobrando, valerá arriscar também nessa posição.

Boa sorte!


 
 
 
 
 
Copyright 2010-2016 © Cartoleiros - O número 1 do Cartola FC Privacidade | Site integrante do Cartola Club