Na retranca

.
Para a primeira rodada do Brasileirão, como você cartoleiro já deve ter visto em vários artigos deste site, é importante ter cautela ao gastar suas cartoletas. Há muita indefinição sobre como os times entrarão em campo. Por isso, sugiro considerar uma formação mais defensiva: 5-4-1. Além do goleiro e do treinador, são três zagueiros, dois laterais, quatro meias e apenas um atacante compondo a escalação.

A primeira razão está no valor dos jogadores. Este ano, a média de preço entre os prováveis atacantes é de C$ 14, contra C$ 10 dos meias, C$ 8 dos laterais e C$ 7 dos zagueiros. É muito cedo para saber quem irá se destacar nas posições; colocar alguém caro no seu time é arriscar vê-lo desvalorizado e ter menos dinheiro para investir na segunda rodada, portanto é mais fácil economizar optando por defensores ao invés de homens de frente.

O segundo motivo é a probabilidades de times sem sofrer gols na estréia. Em 2011, foram seis. Este ano, acredito que as defesas de Corinthians, Fluminense, Inter, Figueirense, Cruzeiro e Palmeiras são fortes candidatas a não tomar tento. Os dois primeiros times se enfrentam, mas devem preservar atletas para a Copa Libertadores, e os demais recebem, em casa, adversários aparentemente mais fracos ou com atacantes contundidos. Sport x Flamengo, num sábado com previsão de gramado molhado, promete ser um jogo com gols dos dois lados, assim como Bahia x Santos, mesmo o peixe entrando com o time reserva, e Ponte Preta x Atlético-MG, a Ponte vindo de um bom campeonato paulista e o galo campeão invicto no estadual. Sobre Vasco x Grêmio e Botafogo x São Paulo, qualquer resultado é aceitável diante dos altos e baixos dos times recentemente.

Finalmente, creio que há diversos meias neste campeonato capazes de suprir a função de goleadores dos atacantes e ainda garantir pontos extras por roubadas de bola e assistências. No ano passado, Elkeson (BOT), Thiago Neves (FLU), Marcos Assunção (PAL) e Montillo (CRU) deram muitas alegrias para quem apostou neles. Atualmente, estes custam bastante, mas há várias opções disponíveis e a um preço mais baixo na posição.

Minhas dicas no momento são:

Goleiros: Cássio (COR) – unanimidade, pois vem se destacando. Aposta de risco: Vanderlei, do Coritiba, pelas defesas difíceis.

Zagueiros: Rodrigo Moledo e Índio (INT), Maurício Ramos (PAL), Alex Silva (CRU) e Ferron (PON). Apostas de risco: Leandro Euzébio e Gum (FLU), por jogar fora de casa.

Laterais: Fábio Santos (COR), Fabrício (INT), Diego Renan (CRU) e Douglas (SPO). Aposta de risco: Cicinho (PAL), pelo que fez em 2011.

Meias: Willian Magrão (PON), Fernandes (FIG) e Lulinha (BAH). Apostas de risco: Oscar e Dátolo (INT) e Fellype Gabriel (BOT), os dois últimos eleitos os melhores dos estaduais, porém caros.

Atacantes: Roger (PON) e Junior (BAH). Aposta de risco: Hernán Barcos (PAL), também pelo preço.

Boa sorte em suas escolhas!


 
 
 
 
 
Copyright 2010-2016 © Cartoleiros - O número 1 do Cartola FC Privacidade | Site integrante do Cartola Club