Chegou a hora de queimar cartoletas

Com mercado estabilizado, pontuação na rodada passa a ser ponto fundamental
.
Hora de avaliar e finalizar nossas análises sobre a valorização de jogadores e o ganho de cartoletas. Muito conversamos nos tópicos anteriores sobre a questão do preço médio do jogador, que sofre mudanças drásticas nas primeiras rodadas. Agora, com três rodadas consolidadas, o preço médio do jogador tende a estabilizar dentro de uma faixa e, dessa forma, as fortes influências desse fator são menos sentidas na flutuação de preços. Então, com essa estabilização, o que passa a pesar mais nesse "singelo" cálculo daqui pra frente?

Pedimos a observação de todos para um ponto que frisamos na última rodada, no tópico O quebra cabeça da valorização"À medida que o preço médio e a média de pontos do jogador forem convergindo a uma determinada faixa, a tendência é que a (des)valorização do mesmo seja muito influenciada pela sua pontuação na rodada. Dentro de pouco tempo, a pontuação na rodada será a grande responsável pela flutuação dos preços. Nessa terceira rodada já devemos perceber essa tendência em muitos casos".

Chegou a hora de usar seu patrimônio
e correr atrás de pontuação no Cartola
Já pudemos observar alguns casos na terceira rodada, mas acreditamos que a partir dessa próxima, a pontuação da rodada exerça grande influência nas variações dos preços. Então chegou a hora de queimar nossas cartoletas, pois chegou o momento de investir em pontuação! A ordem agora é mirar em jogadores que tenham as maiores possibilidades de pontuar, independente do seu preço, pois estes deverão valorizar. É lógico que cada cartoleiro tem o seu patrimônio, com suas devidas possibilidades. Os mais pobres terão que rebolar para montar um time competitivo.

Não é possível prever quantos pontos um determinado jogador precisa fazer para ter seu preço valorizado, pois essa valorização depende do mercado como um todo. Imaginem um cenário hipotético onde todos os jogadores façam boas pontuações. Mesmo assim alguém teria que sofrer desvalorização, pois não existe inflação no Cartola. Ou seja, o quanto vai valorizar ou desvalorizar ninguém sabe. O que podemos estabelecer é um parâmetro embasado em questões de observação. No nosso entendimento, o jogador que conseguir obter uma pontuação na rodada que supere a sua média de pontos, já tem maior possibilidade de valorização. Se um jogador pontuar na rodada acima de sua média de pontos ele vai valorizar? Provavelmente, mas não é uma regra.

Os jogadores que ainda não estrearam, como por exemplo o craque Neymar, terão suas valorizações regradas pelos moldes da primeira rodada. E jogadores que jogaram apenas uma partida, como é o caso por exemplo do atacante Jô do Atlético-MG, terão suas valorizações regradas pelos moldes do que foi visto na segunda rodada, com tendência a manter o viés de alta ou queda.

Essa tendência deve ser observada nas próximas rodadas, mas ainda não é um comportamento definitivo. Em etapas mais avançadas, deveremos verificar as valorizações acontecendo nos moldes da antiga fórmula. Com os preços médios bem estabilizados no futuro, os jogadores que sofrerem alta valorização numa rodada deverão apresentar a tendência reversa na rodada seguinte. O mesmo valerá para o caso contrário.

Nesse momento, gostaríamos de agradecer a todos que acompanharam nossos estudos sobre a valorização de jogadores, que possuem o único e exclusivo intuito de ajudar aqueles que possuem maiores dificuldades para entender o sobe e desce dos preços nessas rodadas inciais. Na terceira rodada, tivemos muitos cartoleiros que contestaram a escalação apresentada no quadro Investidores, mas o referido time faturou 16,47 cartoletas somente nessa rodada, comprovando todas as teorias apresentadas.

Com tanto blá blá blá, o melhor agora é focar na próxima rodada e tentar a escalação de um belo time. Uma coisa é certa de agora em diante: jogador que tiver uma boa atuação na rodada, vai pontuar e valorizar, matando dois coelhos com uma cajadada só!

Publicado por CARTOLEIROS em 08/06/2012 às 11:01hs
.

 
 
 
 
 
Copyright 2010-2016 © Cartoleiros - O número 1 do Cartola FC Privacidade | Site integrante do Cartola Club