O sucesso do 3-4-3

.
A última rodada do Brasileirão teve a boa média de três gols por partida. Sucesso teve quem escalou o atacante Roger (PTA), a maior pontuação do fantasy game até aqui. Com três gols e uma bola na trave, ele fez sozinho quase os mesmos pontos que o time inteiro do Fluminense, equipe que está em terceiro lugar na classificação do campeonato. E, de quebra, garantiu pelo menos dois selos no Hall da fama, Pontuador Burger King e Pede Música! 
.
Quem não o escalou, mas investiu em plantéis mais ofensivos, não deve estar decepcionado. Comparando-se as seleções da rodada no próprio site do Cartola, a que mais pontuou é a que possui o esquema 3-4-3. Aliás, esta formação foi a mesma adotada pelos TOP3 da liga Nacional. Está aí uma boa razão para que muitos tenham aderido a ela, inclusive este site, que coloca o SC Cartoleiros com o 3-4-3 para a décima rodada. 
.
Já faz umas semanas que observo a preferência pela formação que consagrou o Barcelona em meados do ano passado. Embora o 4-3-3 seja um dos esquemas táticos mais equilibrados (e adotados pelos cartoleiros), pois permite escalar pelo menos dois jogadores de cada posição, ela comporta apenas seis homens do meio para frente, contra sete do esquema sem laterais e com maior número de atacantes do que o 3-5-2. 
.
A principal razão para o sucesso do 3-4-3 é mesmo a ausência de bons laterais. Se pegarmos os TOP5 que atuam em cada posição de campo (exceto goleiro) e que tenham participado de três ou mais partidas, a menor média é daqueles que atuam pelos lados do campo, ligando o ataque à defesa. Para piorar, entre os dez laterais de maior média que estiveram na última rodada, nove desvalorizaram. A pontuação média deles foi 2,6. Para piorar ainda mais, dos dez laterais que possuem melhor média, só quatro são prováveis de entrar em campo neste meio de semana. 
.
Outro motivo é o número de gols. Partidas onde as redes são muito movimentadas criam mais chances de surgirem “mitos” como Roger nos setores de frente, e diminuem a probabilidade dos jogadores de trás somarem os almejados cinco pontos por não sofrer gols. Passar em branco aconteceu com uma das defesas em apenas treze partidas das últimas quatro rodadas do campeonato Brasileiro (apenas duas delas terminaram em zero a zero), contra 21 partidas nas quatro primeiras rodadas (seis zero a zero). 
.
Enfim, pode ser que na décima rodada você resolva arriscar em nomes como Ayrton (CTA), Bruno Cortez (SAO), Marcos Rocha (ATL), Márcio Azevedo (BOT) ou Carlinhos (FLU) e se dê bem. Pode ser que não. Só não deixe de seguir seus instintos e as dicas presentes no Cartoleiros. E se prepare, pois esta promete ser uma rodada difícil.
.
Boa sorte!
.

 
 
 
 
 
Copyright 2010-2016 © Cartoleiros - O número 1 do Cartola FC Privacidade | Site integrante do Cartola Club