Ads Top

Dicas da Cartoleira #24: a arte do ecletismo puro

O Estrela Vespertina apostou na pulverização de escolhas. Em uma tática inédita até agora, elegemos 11 times diferentes para ocupar as 12 posições.


Na rodada passada conseguimos ficar mais uma vez acima da média nacional, que continua baixa, com apenas 30 pts. Ainda acho que poderíamos ter ido melhor, mas os 49.45 pts mantêm o Estrela Vespertina no caminho certo e ainda nos brinda com pequenos ganhos de cartoletas.

Para esta rodada vamos apostar em uma tática inédita por aqui. O Estrela repetiu apenas UM time em toda a escalação, com a ideia de diminuir os efeitos da eventual má jornada de algum clube. Dessa forma temos 12 jogadores (não esqueçam do técnico) de 11 times diferentes. Vamos conferir então quem faz parte dessa mistura.

No gol DDouglas (AVA), que ainda se mantem no Top 3 das melhores médias da posição. Ele recebe o irregular Galo na Ressacada e pode trabalhar bastante, além de manter o SG.

Na zaga vamos com um titular mais seguro e outro um pouco mais arriscado, já que pode perder o SG: Balbuena (COR) e Kanu (VIT). O primeiro normalmente pontua bem com roubadas de bola e alguns eventuais golzinhos, o que nos deixa mais tranquilos caso perca o SG. Já Kanu é aquele jogador "doidão", que pode fazer gol a favor, gol contra, ser expulso e mais outras várias coisas tudo na mesma partida. Mas também tem várias RBs e quase sempre marca um golzinho amigo. Aliás ele já balançou as redes quatro vezes, mesmo número alcançado por Tréllez e Neílton somados. Acredito que o São Paulo marque na partida, mas nosso zagueirão deve deixar o seu.

Na lateral eu pensei em colocar Fagner Alemão (AVA), mas não gosto de repetir jogadores da mesma equipe na defesa. Então optei por Victor Luís (BOT) e Sidcley (CAP). Os dois jogam em casa e têm grandes chances de auxiliarem no ataque dos seus times, sem contar que podem garantir SG e algumas roubadas de bola.


No meio-campo Patrick (SPO), Thiago Neves (CRU) e Hernanes (SPO). Sim, eu sei que ele enfrenta o Kanu e que o Profeta nunca perdoa (e torço muito por isso), mas como acabei de falar, tenho planos para o zagueiro do Vitória. Até porque eu defini que Hernanes é titular absoluto: em 7 jogos, 7 gols e uma assistência. Não importa contra quem ele jogue, ele vai aparecer por aqui. Patrick é mais um que não sai do Estrela Vespertina. O campeão das roubadas de bola do primeiro turno enfrenta o Flamengo fora de casa, mas o Sport precisa dar uma sacudida no Campeonato Brasileiro. Por último TN30, que andava sumido na nossa coluna, mas volta com tudo para ser o nome do Cruzeiro nesta partida contra o Bahia.


Nas últimas rodadas os atacantes não têm me passado tanta segurança, por isso resolvi apostar somente em um nome que vocês costumam ver por aqui. Os outros dois fazem a sua estreia no Estrela. Júnior Dutra (AVA) é presença constante. Primeiro porque ele está numa fase muito boa e joga em casa contra a frágil defesa do Galo. E segundo porque, como podem ver, estou confiante no líder do segundo turno. Aliás, Avaí e o único time que aparece repetido na nossa escalação. E para completar o ataque, os debutantes no Estrela: Deyverson (PAL) e Emerson Sheik (PON). A Macaca está mal e precisa se recuperar urgente, ainda mais contra o lanterna. Eu poderia ir de Lucca (PON), mas ainda não estou confiante nele. Por isso chutei o balde e vou dar a chance do Sheik mitar. Já o avante palmeirense tem se mostrado bastante regular. Em oito jogos foram 3 gols, 2 assistências e 7 finalizações. Já estou contando com gols de todos eles.



E para fechar esse time bastante sortido chamamos Reinaldo Rueda (FLA), apostando que o Flamengo faça uma boa partida jogando em casa.

Por Adriane Adami @drica_adami | Site Cartoleiros
Dicas da Cartoleira #24: a arte do ecletismo puro Dicas da Cartoleira #24: a arte do ecletismo puro Reviewed by Adriane Adami on 9/16/2017 07:32:00 AM Rating: 5