A relação entre Stephen Hawking e o futebol

Físico inglês morreu aos 76 anos nesta quarta


Stephen Hawking, físico inglês que faleceu nessa quarta (14/03), foi um dos mais famosos cientistas da atualidade. Conhecido por seus livros e teorias referentes à Física, Stephen não torcia para nenhum time, porém isso não o impedia de dar alguns palpites sobre futebol

O inglês fez uma análise sobre as chances que seu país natal tinha na última Copa do Mundo. Para isso, colheu dados do “English Team” desde o título de 1966, quando os ingleses se consagraram campeões. Segundo ele, as condições climáticas eram um obstáculo a ser superado pela seleção, pois um aumento de 5°C reduz em 59% as chances da seleção inglesa ganhar um jogo. Com isso, a situação é mais favorável aos europeus quando o Mundial é sediado em um país de clima temperado.

O cientista também não perdeu a oportunidade de alfinetar Luis Suarez: “Árbitros europeus simpatizam mais com o jogo inglês e menos com bailarinas, como Suárez.” Mais tarde, o jogo seria apitado pelo espanhol Carlos Belasco e o atacante uruguaio viria a marcar os dois gols da vitória do Uruguai diante da Inglaterra. As estatísticas levantadas pelo físico diziam que sua seleção ganhou 68% das partidas com árbitros do continente, em comparação com 38% de vitórias com um juiz não-europeu.

Também falhou ao apostar no Brasil como o campeão da ultima Copa: "Como sabemos pelo estudo, estar perto de casa tem um impacto positivo significativo graças a fatores ambientais e psicológicos". Até 2014, 30% das edições haviam sido vencidas pelo país sede.

Seus cálculos ainda teorizaram o pênalti perfeito. Foram analisadas disputas de pênaltis desde a Copa de 1978. De acordo com seus cálculos, o cobrador tem 87% de chance de marcar um gol quando corre mais do que três passos. A probabilidade cai para 58% se a corrida for mais curta do que isso.

Além disso, recomendou cobrar as penalidades de chapa (parte lateral do pé), isso aumentariam em 10% as chances de sair o gol. As cobranças devem ser realizadas nos cantos superiores direito ou esquerdo – 84% deles foram convertidos. Para auxiliar os goleiros, os orientou a pularem de um lado para o outro, aumentando as chances de defesa em 18%.

Suas teorias e números farão, com certeza, uma falta imensurável.

Feito por: Matheus Moura
A relação entre Stephen Hawking e o futebol A relação entre Stephen Hawking e o futebol Reviewed by Matheus Moura on 3/14/2018 12:14:00 PM Rating: 5