Dicas da Cartoleira #6: aprendendo a lição

Depois de algumas loucuras na rodada passada, o Estrela Vespertina vai nas escolhas seguras, mas sem deixar as apostas de lado.

victor cuesta internacional

Olá gurizada! Antes de comentar a pontuação da rodada passada preciso desabafar a "caca" da vida que consegui fazer sábado de manhã, pouco antes do mercado fechar. Nunca faço alterações de última hora (salvo quando algum jogador aparece como dúvida), mas bateu uma insegurança monstra com a escalação do Pikachu (VAS) e a faixa de capitão de Rodriguinho (COR). Aos 45min do segundo tempo tirei o lateral do Vasco, escalei Rodinei (FLA) e passei a faixa de capitão para Arrascaeta (CRU). Fui avisar a alteração no Twitter, mas antes disso mudei de ideia, tirei Rodinei e substitui ele por Renê (FLA). Anunciei a mudança nas redes sociais e, minutos antes das 14h, devolvi a faixa de capitão para o Rodriguinho. Resultado? Renê não jogou (assim como Nino Paraíba (BAH), meu outro lateral), Pikachu fez gol e Arrascaeta mitou. Vou nem comentar. Primeira e última vez que faço isso.

Apesar dos pesares, o Estrela Vespertina conquistou 96.13pts. Quero nem fazer a soma de quanto o time original teria pontuado com Pikachu e Arrasca de capitão. Pelo menos não foi catastrófico e me permitiu seguir viva em cada mata-mata que participo.

Chega de choro e vamos para a escalação desta rodada:

Cansei também de me arriscar com goleiro, então decidi gastar mais dinheirinhos em alguém seguro e que deve trabalhar um pouco. Por isso Jailson (PAL) estreia no Estrela. Dono de uma média de 8.30pts, sofreu apenas 3 gols, soma 12 defesas difíceis e ainda tem chance de manter SG, já que o Bahia ainda não marcou fora de casa neste Brasileiro. Além disso, o time baiano pode chutar e garantir alguma DD.

A zaga foi o setor mais horroroso de escalar, já que várias das melhores opções podem ser poupadas e tem muito defensor bom e caro. Ahhh, Geromel (GRE), que alegria seria se tu estivesses confirmado! Eu iria apostar bem feliz na dupla GreNal. Mas, já que não vai ser possível, optei por trazer uma certeza e uma alternativa mais arriscada. Cuesta (INT) é o nome seguro, já que é dono de uma média muito boa e conta com 19 roubadas de bola. O Inter ainda não sofreu gols em casa e recebe a Chape, que tem um ataque não muito eficiente.

Messias (AME) é o tiro no escuro e uma chutada de balde, porque ele me salvou na primeira rodada e depois nunca mais fez nada da vida. Mas tenho fé que ele possa renascer jogando em casa contra o Botafogo. Mas só lembrei dele porque Réver (FLA) está muito caro, Balbuena (COR) não joga e fiquei sem opções (#sinceridades).

Já a lateral achei com uma oferta melhor. Começando por Marcos Rocha (PAL), que tem 14 RBs, pode manter o SG e, quem sabe, fazer um golzinho no Douglas (BAH), que só me fez sofrer quando escalei ele este ano. Quem acompanha é Zeca (INT), que fez um bom jogo de estreia na rodada passada, com 8.80pts, tem 4 RBs e tem alguns atrativos em relação ao confronto do Inter, assim como falei do Cuesta. Renê (FLA) também é uma excelente aposta, mas estou com trauma ainda da rodada passada. Semana que vem me recupero.


No meio-campo a maior dificuldade é o valor de cada um dos jogadores, porque se for para pensar em boas opções daria praticamente para montar um time inteiro só com as boas pedidas desta posição. Um deles é titular absoluto (e o capitão) do Estrela: Lucas Paquetá (FLA). Eu sei que é clássico, mas nunca me decepcionou e enquanto eu puder ele entra direto no time. Prefiro sacrificar os demais do que deixar ele de fora. Zé Rafael (BAH) é constante, regular e finaliza MUITO. E não tem nada a ver eu ter defesa do Palmeiras, porque até agora ele não marcou nenhum gol e mesmo assim tem uma média muito boa. Além disso, ele também sofre muitas faltas, o que rende uns pontinhos.

Fechamos o meio-campo com os maiores ladrões de bolas do campeonato: Patrick (INT) e Anselmo (SPO). Os dois jogam em casa e, no caso do segundo, recebe o Corinthians sem alguns dos principais nomes. Um beijo para Arrascaeta (CRU), que é ótimo em clássicos, mas não cabe no orçamento; Bruno Henrique (PAL), que pode roubar umas bolas; e Otero (CAM) que gosto de escalar, mas foi expulso no último clássico e vai ficar de fora do meu time. 


No ataque apenas dois: Pedro (FLU), que nunda me decepcionou e tem uma excelente média (além de 3 gols, 2 assistências e 7 finalizações), e Luan (GRE), que não vem na sua melhor fase, mas enfrenta o Paraná e pode ser o homem do jogo. 


O comando de todos esses atletas fica com Chamusca (CEA), por falta de cartoletas.

Por Adriane Adami @drica_adami | Site Cartoleiros
Dicas da Cartoleira #6: aprendendo a lição Dicas da Cartoleira #6: aprendendo a lição Reviewed by Adriane Adami on 5/18/2018 03:22:00 PM Rating: 5