Na Mosca #8: corra o risco de arriscar

Com o Campeonato Brasileiro se moldando, as opções de aposta se tornam mais claras, porém nem sempre exatas; arriscar pode não ser o mais óbvio, mas pode render bons frutos.


O campeonato toma forma e, aos poucos, os elencos vão criando identidade. Os objetivos, ou até mesmo a realidade dos clubes dentro do brasileirão  - eles querendo ou não -, pouco a pouco vão se tornando evidentes. Porém, estamos falando de campeonato brasileiro, ou seja, mais imprevisível e acirrado, impossível.

Portanto, se você, cartoleiro, gosta de arriscar e se sente confiante para isso, aproveite essa dádiva que o Brasileirão nos proporciona e não se prenda às modas e apostas ditas como certas; ouse arriscar, você não vai se arrepender - ou vai, mas relaxa, é normal.

Já imaginou escalar os melhores jogadores DO MUNDO no seu time? Então vem participar do Cartola da Copa da RealFevr! Concorra a prêmios em todas as fases da Copa da #Russia2018. Use o token copa2018 ou acesse o link para montar seu time DE GRAÇA agora mesmo!


Tratando da rodada passada, mais uma boa pontuação: 87.35 pontos. Não foi aquela mitada histórica, mas cá entre nós, é um resultado e tanto. Além disso, o Na Mosca se contenta simplesmente em ver jogadores em que deposita sua confiança jogando bem e fazendo boas pontuações, como foi o caso de Gilberto e Pedro do Fluminense, e Zé Rafael, do Bahia, na última rodada.

Falando do lado financeiro, seguimos firme também: C$155.15, fator que abre espaço para apostas mais caras e jogadores em melhor fase. Entretanto, como nem sempre a boa fase define a atuação de um jogador em determinado jogo, entra o caráter de ousadia de cada um, buscando escolher aquele cara que você sente que vai jogar o fino da bola, por mais que digam que não. Assim, cheio de reflexões, vamos dar início ao que interessa, o time da rodada.

INSCREVA-SE NO CARTOLA DA COPA E GANHE PRÊMIOS!

Começando mais uma vez pelo gol, listamos o nome de São Vítor (CAM), que, por conta de sua habilidade incontestável, já realizou 13 defesas difíceis neste campeonato. Partindo para as laterais do campo encontram-se Reinaldo (SPFC), o queridinho do tricolor paulista, e Thiago Carleto (CAP), que apesar das fracas partidas ultimamente tem tudo para dar a volta por cima, principalmente por conta de seu poderoso chute de fora da área e pela torcida rubro negra a seu favor contra o Santos, na Arena da Baixada.

Os defensores são peça chave de todo time e alguns, por vezes, são muito decisivos. Por isso, dois jogadores que sabem decidir partidas com maestria: Dedé (CRU) - dispensa mais comentários -, e Rodrigo Moledo (INT), que inclusive não sofre gols a 4 jogos.

No meio campo estão as sensações, os maestros! Thiago Neves (CRU), como a esperança para as bolas paradas a fim de vazar a boa zaga do Palmeiras. Detalhe: ele joga em casa. No Maracanã, a esperança de gols contra o Bahia vem do driblador e craque, Lucas Paquetá (FLA) - ele não poderia estar de fora do time, sem chances. Por fim, encerrando o meio de campo, ele que está em grande fase e fará o Morumbi ir ao delírio contra o Botafogo: o famoso Diego Souza (SPFC).

As maiores promessas para gols vêm da parte sul e sudeste do país. Começando por Silvinho (PAR), que, apesar de desacreditado pela fase de seu time, não deixa de ser um belo jogador e que, além de tudo, pode e vai surpreender contra o Vasco em São Januário - acredite se quiser, não custa sonhar. Por conta da grande expectativa sobre ele, ainda será o detentor da responsabilidade de ser o Capitão do elenco. Seguindo a fila e finalizando o time, os artilheiros do campeonato: Róger Guedes (CAM), que apesar de especulado no mundo árabe segue firme no Galo, e o "gentleman" e craque do tricolor  carioca, Pedro (FLU).

Comandando essa formidável lista de jogadores está o técnico do colorado, Odair Hellmann (INT).

Na Mosca #8: corra o risco de arriscar Na Mosca #8: corra o risco de arriscar Reviewed by Gabriel Duarte on 5/30/2018 10:39:00 AM Rating: 5