Por onde andam os jogadores do 7 a 1?

4 anos depois, vamos descobrir por onde andam os protagonistas da maior tragédia do futebol brasileiro



2014: ano de Copa do Mundo no país do futebol. Uma nação inteira em êxtase por receber em sua casa os maiores craques e seleções do planeta inteiro. Um Carnaval em pleno junho. Os torcedores estavam esperançosos: o Brasil, no ano anterior, havia vencido de maneira convincente a Copa das Confederações diante de uma Espanha campeã europeia e mundial. Tudo indicava que a hora do hexa tinha chegado. No entanto, vimos que não foi bem isso que aconteceu... Quatro anos depois do 7 a 1, vamos saber por onde andam os jogadores que fizeram parte daquele fatídico jogo no Mineirão.

Julio César: o goleiro que buscou a bola no fundo das redes sete vezes no Mineiraço foi um dos que menos teve culpa pela goleada. Para se redimir das falhas de 2010, Julio deu a volta por cima e fez grande Copa em 2014, tanto que saiu do Queens Park Rangers - era reserva e estava emprestado para o Toronto FC – para assumir a titularidade do Benfica. Retornou ao Brasil esse ano para encerrar a carreira no Flamengo. O Maracanã lotou na despedida do ídolo flamenguista dos gramados.

Maicon: jogador da Roma na época, o lateral permaneceu na Itália por mais duas temporadas. Reserva e atuando pouco, não renovou o contrato com a equipe Romanesca e foi jogar no Avaí após período de treinos no Botafogo. Pelo time de Santa Catarina (estado onde sua família mora), fez somente um gol nas nove partidas em que entrou em campo e não conseguiu ajudar os avaianos a impedir o rebaixamento. Também pendurou as chuteiras em 2018.

David Luiz: o Capitão brasileiro no 7 a 1. Mesmo após o vexame, foi vendido pelo Chelsea por cerca de 50 milhões de euros para o Paris Saint Germain. Na França, foi companheiro de defesa de Thiago Silva e era titular da equipe. Campeão francês em duas oportunidades, regressou ao Chelsea em 2016, onde permanece até o momento. Já expressou em entrevistas o seu desejo de jogar pelo Corinthians e Benfica.

Dante: zagueiro do Bayern em 2014, continuou na Alemanha (sofreu no país bávaro com as piadas do Mineiraço) depois do Mundial, dessa vez no Wolfsburg. Titular na boa campanha dos Wölfe na Liga dos Campeões 2015/2016, quando foram eliminados nas quartas de final pelo Real Madrid, despertou o interesse do Nice. Com 34 anos, é capitão e um dos principais jogadores do time francês.

Marcelo: provavelmente o mais bem sucedido dos que atuaram com a amarelinha naquele 8 de julho, Marcelo é o maior exemplo de superação e, hoje, brilha tanto pelo Real Madrid como pela Seleção Brasileira. Considerado o melhor lateral esquerdo do mundo, fez gol decisivo em final de Champions League e esteve no time do ano da FIFA nas últimas três escalações.
O lateral foi campeão da última Liga dos Campeões pelo Real Madrid (Notícias ao Minuto) 
Luiz Gustavo: Luiz Gustavo continuou no Wolfsburg depois do Brasil e Alemanha e também fez parte da histórica campanha da Champions 2015/2016. Participou da 2ª Era Dunga, sendo convocado para amistosos e os primeiros duelos das eliminatórias para a Rússia. Depois que pediu dispensa da disputa da Copa América Centenário, nunca mais foi convocado para a seleção. Em 2017, foi comprado por 8 milhões de euros pelo Olympique de Marselha e logo em seu primeiro ano, foi eleito para a seleção do Campeonato Francês.

Fernandinho: Com 33 anos, Fernandinho é, junto com Marcelo, um dos principais remanescentes das semifinais da Copa no Brasil. Reserva com Tite, é uma das grandes cartas na manga do treinador para mudar o estilo de jogo da equipe. No Manchester City, cresceu de desempenho com Guardiola e já foi campeão da Premier League e da Taça da Liga Inglesa.

Oscar: O autor do gol de honra da Canarinho e possivelmente, um dos melhores jogadores brasileiros no Mundial, Oscar perdeu moral no Chelsea no período pós-Copa. Antes titular absoluto, o meia passou a alternar jogos saindo jogando e outros no banco de reservas. Sem o mesmo prestigio de outrora, foi vendido em transação recorde: o Shanghai SIPG desembolsou 60 milhões de euros. A maior negociação da história dos chineses. Na China, o atleta é titular indiscutível do vice-campeão chinês de 2017, mas não foi lembrado mais pela CBF.
Foram investidos 115 milhões de euros somente em Oscar e Hulk (Fair Play) 
Hulk: titular absoluto com Felipão, Hulk não teve o mesmo espaço com os técnicos posteriores. Até foi selecionado para a Copa América Centenário, mas a queda precoce da seleção logo na primeira fase fez Dunga e Hulk serem esquecidos. Pelo Zenit, seguiu com boas estatísticas: 21 gols em 45 aparições (2014/2015) e 23 em 39 (2015/2016), até que também despertou interesse do SIPG. O valor da transferência ficou em torno de 55 milhões de euros.

Bernard: o menino que tem alegria nas pernas foi escolhido por Scolari como o substituto de Neymar para enfrentar os alemães. Sem vaga no Brasil, se dedica somente ao Shakhtar, onde já foi campeão ucraniano e escolhido melhor meia da competição. Na última Liga dos Campeões, balançou as redes três vezes, sendo uma na vitória contra o poderoso Manchester City. Seu contrato acaba no meio do ano e ele deverá trocar a Ucrânia por Inglaterra, Itália ou China possivelmente.

Fred: camisa 9 da seleção em 2014, era muito criticado por aparecer pouco durante os 90 minutos e ter marcado somente duas vezes no Mundial. No mesmo ano, se reergueu e foi artilheiro do Campeonato Brasileiro com 18 gols. O fim da parceria entre UNIMED e Fluminense fez os cariocas perderem os principais nomes do elenco: entre eles Fred, que se transferiu para o Atlético-MG. No Galo, o atacante dividia o protagonismo com Lucas Pratto antes de o argentino ir para o São Paulo – com Pratto, 12 gols em 28 oportunidades; sem Pratto, 30 gols em 55 partidas. Na atual temporada, participou de uma polêmica transferência para o Cruzeiro (dirigentes divergem sobre uma possível multa) e, no momento, está machucado.
Fred atuou em apenas 9 oportunidades em 2018 (Globo Esporte) 
Paulinho: sem prestigio no Spurs, foi outro que fez um negócio da China. Negociado por apenas 14 milhões de euros, começou a fazer parte do plantel do Guangzhou Evergrande. Já na Ásia, seu futebol estava longe dos olhares sulamericanos, entretanto Tite viu o crescimento de rendimento do meia na Super Liga e passou a convocá-lo mesmo participando de uma competição desprestigiada pelos torcedores brasileiros. Vestindo a amarelinha, Paulinho foi titular e fez gols importantes nas eliminatórias. Seu desempenho chamou a atenção do Barcelona. Agora na Catalunha, o camisa 15 vive o auge de sua carreira e se prepara para mais uma Copa do Mundo.

Ramires: uma das três alterações de Felipão para tentar reverter o vexame em casa, Ramires entrou em campo logo após o intervalo. Pelo Chelsea, se tornou reserva em 2014/2015 e quando parecia voltar a chamar a atenção do técnico José Mourinho, foi negociado no meio da temporada 15/16 por 28 milhões de euros para o Jiangsu Suning. Companheiro de clube de Alex Teixeira, o volante de 31 anos tem contrato até dezembro do próximo ano e foi especulado na Inter de Milão.

Willian: desde que chegou a Inglaterra, em 2013, Willian sempre foi importante para o Chelsea, onde foi campeão do campeonato inglês duas vezes e uma vez da FA Cup e da Taça da Liga Inglesa. Selecionado o jogador do ano dos Blues (15-16), com a camisa da seleção obteve o mesmo sucesso: sempre era convocado por Dunga e se manteve nas listas de Tite. Para a Rússia, briga por uma vaga entre os 11 que começam jogando.

Felipão: desprestigiado pela imprensa esportiva, Luiz Felipe Scolari viu no Grêmio a chance de recomeçar e dar a volta por cima profissionalmente. Foi recebido com festa pela torcida do tricolor gaúcho, onde venceu metade das partidas disputadas. Pouco antes de completar um ano de trabalho, pediu demissão junto com sua comissão técnica, sendo substituído por Roger Machado. Com a demissão de Fabio Cannavaro do Evergrande, assumiu o melhor time chinês da atualidade e conseguiu manter sua hegemonia: campeão do Campeonato Chinês em 2015, 2016 e 2017 e da Liga dos Campeões da AFC 2015. Após deixar o Guangzhou, está desempregado e já foi especulado no Sporting.

Por: Matheus Moura
Por onde andam os jogadores do 7 a 1? Por onde andam os jogadores do 7 a 1? Reviewed by Matheus Moura on 6/12/2018 07:24:00 PM Rating: 5