Dicas da Cartoleira #15: uma pitada de ousadia

Depois de uma rodada apostando somente na segurança, o Estrela Vespertina vai tentar dar uma equilibrada com uma dose mais ousada.


Olá gurizada! Como foi essa segunda rodada depois da Copa? Já conseguiram voltar ao ritmo do Cartola FC? Na rodada passada o Estrela Vespertina chegou pertinho dos 100, mas ficou em 97.12 pts. Na trave. E não sei vocês, mas hoje eu penei bastante para escalar o time. Sabe quando ninguém parece que vai se dar bem? Estou com essa sensação... #sinceridades

Pensando nisso, mantive aquela linha de raciocínio de sempre no meio-campo para trazer um pouco de segurança. Mas na defesa e ataque tem nomes novos que ainda não tinham aparecido por aqui (alguns até mais ousados para o meu conceito).

No gol optei por Diego Alves (FLA), que enfrenta o Santos fora de casa e pode receber alguns chutes a gol. Não sei se mantem o SG, mas vamos torcer para que faça algumas DDs.

Na zaga, Pedro Geromel (GRE) continua sendo meu homem de confiança. Acredito que a boa fase do São Paulo possa garantir que os visitantes marquem um gol, mas Geromito vai correr atrás de pontuar. Ainda mais com a volta de Kannemann, já que assim a defesa gremista vai estar completa.

Como de um lado temos a segurança, do outro vou fazer uma aposta mais ousada: Gabriel (CAM), que recebe o Paraná em casa — time que não tem um bom retrospecto como visitante. Eu sei que a defesa do Galo não está com nada, mas vamos apostar.

Nas laterais vou com Gilberto (FLU), que era titular por aqui, mas ficou um tempo de fora. Tem tudo para roubar umas bolas e ajudar com alguma assistência ou um gol. Do outro lado, mais uma carta que não costuma aparecer por aqui: Moisés (BOT). Ele entra porque é um grande ladrão de bolas, tem uma partida um pouco menos exigente e pode surpreender. Minha outra alternativa era Dodô (SAN), que é muito regular, mas minhas apostas no Flamengo fizeram com que ele saísse do time.

No meio-campo aquela turma de sempre, com um integrante novo, já que a partida do Bahia não conta e Zé Rafael (BAH) vai ter que ficar de fora. Paquetá (FLA), Arrascaeta (CRU), Patrick (INT) e Christian (AME) ocupam o setor. Sim, eu sei que Inter e Mequinha se enfrentam, mas é aquele jogo que pode acontecer de tudo (ou quase nada). Além do mais, não tem ninguém da defesa desses times para complicar minha estratégia.

No ataque temos a volta do meu titular durante todo o início do campeonato: Pedro (FLU), que eu simplesmente tinha esquecido que existia nas duas últimas rodadas. Mas ele mandou lembranças de que jamais pode ser esquecido. Quem acompanha é Chará (CAM), me iludindo para ocupar a vaga deixada pelo querido Roger Guedes (#saudades). Como falei lá em cima, Paraná fora de casa não vai muito bem, portanto o Galo deve marcar. Ricardo Oliveira (CAM) poderia ser outra boa opção, mas não gosto muito dele sem Guedes para ajudar.

Como sobrou bastante dinheirinho depois dessas apostas, resolvi investir em técnico. Quem comanda essa tropa é Maurício Barbieri (FLA)


Por Adriane Adami @drica_adami | Site Cartoleiros
Dicas da Cartoleira #15: uma pitada de ousadia Dicas da Cartoleira #15: uma pitada de ousadia Reviewed by Adriane Adami on 7/24/2018 08:38:00 PM Rating: 5