Acabou a fase de testes: quem pode ser aproveitado no Atlético?

Esse é um texto da coluna do torcedor, feita por quem realmente ama o clube, escreva você também sobre seu time do coração, mande um e-mail para contato@cartoleiros.com.br

Foto: Atlético Mg, retirada do site do clube
Após 11 rodadas da fase de classificação e uma disputa em jogo único pelas quartas de final, o Campeonato Mineiro chega em sua fase decisiva. A exemplo de alguns dos times da Série A, o Atlético usou o estadual como oportunidade de testar jogadores e avaliar quais podem ou não ser alternativas para o time ao longo da desgastante temporada no Brasil. Em 12 jogos do estadual, Levir Culpi escalou seu time ideal em 5 oportunidades (somando 4 vitórias e 1 empate), um time "B" composto por jogadores reservas em 5 rodadas (5 vitórias) e uma equipe alternativa repleta de revelações da base alvinegra nos outros 2 jogos (1 vitória e 1 derrota). O Galo foi líder isolado da fase de classificação com 28 pontos em 33 possíveis.


 A boa campanha do time B chamou a atenção dos torcedores para boas apresentações de alguns jogadores contratados para compor elenco nessa temporada. Guga foi um dos que se destacou: o jovem lateral, contratado junto ao Avaí, foi anunciado em dezembro de 2018 para suprir a saída de Emerson, que seria negociado um mês depois. Logo em suas primeiras apresentações, o garoto ganhou a confiança da torcida (que já havia perdido a paciência algumas vezes com o titular Patric) e mostrou sua principal qualidade: os cruzamentos. Com boas subidas para o ataque, Guga contribuiu para o time com 3 assistências.

 Algumas gratas surpresas também apareceram ao longo da campanha. Crias da base do clube, Alerrandro e Cleiton aproveitaram a oportunidade e mostraram serviço como possíveis reposições caso Ricardo Oliveira e Victor se lesionem. O atacante de 19 anos, em sua primeira temporada completa como profissional, mostrou que se posiciona bem na área e foi artilheiro da primeira fase do campeonato com 8 gols. Cleiton, goleiro campeão das Copas do Brasil sub-17 e sub-20 pelo clube, fez belas defesas e passou segurança, se apresentando como possível substituto para Victor em longo prazo.

Maicon Bolt e Vinícius, contratados no início do ano para compor o elenco atleticano, atuaram pouco em relação aos demais atletas. Bolt jogou bem quando foi exigido, contribuindo com um gol e duas assistências, mas sofreu uma lesão muscular contra o Villa Nova e ficou no DM por um mês. Vinícius pouco apresentou quando esteve em campo, marcando apenas um gol.

 A fase de testes acabou para o Atlético. A partir de agora, cabe à diretoria trabalhar para reforçar os setores mais carentes do elenco (como um reserva de qualidade para a lateral esquerda) e à Levir consertar os erros de alguns setores do time. O Galo volta a campo no próximo domingo, 31, pelo jogo de ida das semifinais contra Boa Esporte ou Caldense.
 
Acabou a fase de testes: quem pode ser aproveitado no Atlético? Acabou a fase de testes: quem pode ser aproveitado no Atlético? Reviewed by André Tolomelli on 3/26/2019 10:07:00 AM Rating: 5

Nenhum comentário

Ads Inter Below The Post
Image Link [https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcRqVIOzmyqdK2lcaGlZw9HXTfucWeJuQ74VegAyI1naPVWo0AU1Bw] Author Name [MARCELO FIGUEIRA] Author Description [Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry's standard] Facebook Username [none] Twitter Username [#] GPlus Username [none] Pinterest Username [none] Instagram Username [#]