5 dicas para escolher o Capitão no Cartola FC

Está com dificuldades para acertar na escolha do seu Capitão? Calma, o Cartoleiros vai te ajudar a mitar com a braçadeira no jogador certo!

Foto: Gazeta do Povo
O Cartola FC 2020 retorna algumas novidades para a temporada. E uma das principais que ainda causa confusão na vida dos cartoleiros é a implementação de um Capitão para o time escalado.

No geral, a inovação permite que você dê a braçadeira a um de seus jogadores escalados, como na vida real. Mas como isso interfere no fantasy game? A pontuação que o atleta selecionado como comandante fizer será dobrada. Ou seja, se um jogador fizer 10 pontos, como Capitão ele renderá 20 pontos ao técnico do time - você.

Ok, até aqui acho que já nos acostumamos com essa novidade. O que realmente está tirando o sono dos Cartoleiros é: como acertar na escolha para o Capitão do meu time?

Muita gente está detestando essa nova carta com a qual o Cartola FC passou a jogar, mas, ao saber escolher o jogador certo para carregar a braçadeira, ele pode ajudar a muitos de nós quando as pontuações estiverem beirando a catástrofe.

Separamos 5 dicas para que você não cometa nenhum erro na hora de escolher o Capitão do seu time. Olha só!

1. Análise de confrontos


Já faz 84 anos que batemos nessa tecla e enquanto o Cartola FC estiver vivo continuaremos batendo! Seja para escolher o goleiro certo, o melhor ataque ou o time mais confiável para apostar, você precisa analisar os confrontos antes de sair comprando jogador, fera.

A pontuação do Capitão, vamos frisar, é dobrada! Então 10 pontos tornam-se 20 da mesma forma que -5 pontos irão se tornar -10. Você não vai querer passar vergonha enquanto todos estiverem mitando, certo?

Então você precisa SIM analisar a dificuldade de cada jogo para que possa escolher um jogador cujo time não passará sufoco na partida. Um Grêmio x Paraná, na Arena do Grêmio, por exemplo. Se o seu Capitão não for um Luan, Geromel ou Éverton da vida, pode prosseguir essa leitura pois você ~realmente~ precisa.

Considere principalmente os seguintes fatores:
  • Mando de campo - quem joga em casa normalmente leva vantagem.
  • Desfalques do time como um todo - o calendário dos jogadores brasileiros é considerado exaustivo pelos inúmeros campeonatos simultâneos que os times participam, como Libertadores, Copa do Brasil, Brasileirão e por aí vai. Fique atento aos desfalques, pois se forem numerosos em uma equipe, isso pode interferir no desempenho do time todo, mesmo no que seria um jogo considerado “fácil”.

2. Considere a média do jogador


Essa dica é para que você escolha o jogador sabendo do que ele “costuma” apresentar em campo. Não adianta escalar alguém que faz 5 pontos a cada 10 rodadas e no resto é um desastre ambulante, né?

Avalie a média do jogador e como anda seu desempenho conforme a sequência de jogos que ele vem apresentando. Caso sua média seja razoável (4, por exemplo) e você acordou virado no jiraya que aquele caboclo vai mitar na rodada: aposte sem medo! Mesmo que ele não mite como o esperado, ele se manterá na média - ao menos estatisticamente falando.

Esse item faz parte da análise de confronto, mas merece destaque pois é realmente importante. Se a dúvida bater mais que o Felipe Melo, aposte no estável!

3. Aposte nas linhas ofensivas


Em 2020, mantenha os olhos atentos nos atacantes. Apesar de termos uma falha no setor ofensivo nos times brasileiros, temos que ter em mente que pontuar com gols e assistências é o melhor caminho para uma alta pontuação.

Uma vez que você encontra aquele jogador que marca em todos os jogos ou que mantém uma média relativamente alta de pontos, saiba que está na hora de dar a braçadeira de capita para ele.

Se o meio de campo/ataque tiver uma zica muito absurda, no máximo você terá 1, 2 ou 3 pontos a serem dobrados. Já na zaga, laterais e gol, as chances de negativar são grandes, principalmente no que se refere ao goleiro.

Portanto, comece analisando as possibilidades do meio para a frente. Se tudo parecer muito improvável e você ver um goleiro com chances de mitar, vai fundo, mas saiba que as chances de uma zica aos 45’ do segundo tempo SEMPRE existem.

4. Fuja de clássicos


Mas, peraí né, Cartoleiros?! Essa é clássica independente de Capitão ou não.

Repitam comigo: clássicos são improváveis, clássicos são improváveis e clássicos são improváveis.

Meu amigo, um confronto desse porte não é algo para confiar. A fase de um pode ser 598349230 vezes pior que a do outro, mas tabus e freguesias não se quebram da noite para o dia.

Você tem 10 jogos em uma rodada e nós repetimos: fuja dos clássicos.

5. Busque dicas e sugestões


De todas as dicas, a mais simples e óbvia: troque uma ideia com seus amigos e confira dicas na internet! No site do Cartoleiros, no próprio Cartola FC e nas redes sociais sempre têm muitas dicas, comentários e palpites sobre quem pode ser o mito ideal como Capitão.

Muitas vezes - e quando falamos muitas é porque são muitas mesmo - nem cogitamos escalar certo jogador em nosso time. E aí, como em uma redação do ENEM, aparece alguém usando mil argumentos que têm muito sentido e por fim nos fazem mudar de ideia e acrescentar o fulano na equipe.

Portanto, fale com seus amigos que manjam de Cartola, confira nossas dicas e se liga em nossas redes sociais que sempre tem sugestão - tanto nossas quanto de nossos leitores!

Então, meus caros, agora é só ficar de olho em nossas dicas semanais, torcer para a zica passar longe e mitar feliz da vida!
5 dicas para escolher o Capitão no Cartola FC 5 dicas para escolher o Capitão no Cartola FC Reviewed by Redação on 7/25/2020 04:55:00 PM Rating: 5