Balanço da Rodada #3 - Cartola FC 2020

A 3ª rodada tinha tudo para dar errado, mas o bem venceu.

Balanço da Rodada #3 - Cartola FC 2020
No sábado, muita gente apostou no Palmeiras. Daí veio Rafael Vaz e meteu um gol estilo Ronaldinho Gaúcho que deixou todo mundo perplexo. A verdade é que o alviverde paulista não é o mesmo de alguns anos passados. E o saudosismo cartoleiro mexe com a cabeça de quem escala Zé Rafael, acreditando que ele ia mitar como fazia no Bahia em 2017. O nosso querido Diego Souza pipocou contra o Corinthians e perdeu um pênalti. Para terminar o sábado com chave de ouro, o Flamengo venceu fora de casa. Mas não foram os jogadores mais escalados que mitaram. Arrascaeta tomou a frente nas pontuações e quem acreditou no argentino garantiu pelo menos 18,70 pts.

Daí veio o domingo e tudo mudou. O que parecia o fim de um sonho se transformou em mitadas fenomenais. Marrony deixou 2 gols. Marinho deu 2 assistências e ainda marcou 1 gol. E outros tantos jogadores que escalamos foram bem.

Jogadores desvalorizados

Ainda teve uma polêmica envolvendo o sistema de valorização. Até o ano passado, jogadores que tinham tido apenas 1 partida registrada em 2 rodadas poderiam se beneficiar da regra de pontuação baseada na média do jogador. Nesse ano, parece ter havido uma mudança sutil. A terceira rodada não teve tanta influência sobre jogadores com pontuação alta em apenas 1 rodada. E isso causou um grande furdúncio entre a comunidade cartoleira.

O exemplo mais claro para essa explicação pode ser o jogador Fellipe Bastos (VAS). Ele foi registrado no jogo com C$4,00. O primeiro jogo do Vasco foi adiado. Portanto, sua média se manteve em 0. Na segunda rodada, o jogador fez 19.30 pontos e valorizou +C$7,52. Era esperado que com uma média de 19,30 pontos, ele precisaria relativamente de poucos pontos para continuar valorizando. No entanto, o jogador fez -0,60 pts e desvalorizou -C$2,15. Uma explicação possível para isso ter acontecido pode ser o fato de que outros jogadores que se esperava pontuar pouco acabaram pontuando bem, causando um desequilíbrio nas "expectativas".

Como o sistema financeiro do Cartola FC é fechado e não há inflação, para alguém valorizar é necessário que outro desvalorize. Por isso, jogadores que estavam indo para sua terceira rodada e que mantiveram suas médias relativamente altas, valorizaram um pouco ainda. Caso de Paolo Guerrero (INT) e Gustavo Ferrareis (AGO). Pode ter sido algo isolado por conta da adversidade da 1ª rodada ou é possível que o sistema de valorização tenha sofrido algum tipo de alteração nesta temporada. Ficaremos de olho.


Média Nacional e Patrimônio

A média de pontuação dos cartoleiros na 3ª rodada ficou em 59.71 pts, o que mostra que os jogadores mais escalados corresponderam às expectativas - e inclusive tiveram uma ótima valorização com C$9,8‬ nos cofres. Então se você pontuou acima desse valor, pode se considerar um mito. O patrimônio médio teve uma leve alta, ficando agora na faixa de C$112.56. Mesmo assim, acredito que muitos cartoleiros ainda terão problemas nas escalação para as próximas rodadas, pois um time com jogadores relativamente bons podem custar entre C$120 e C$140.

Desempenho dos times principais do Site Cartoleiros

Os dois times focados em pontuação nesta temporada estão com ótimos resultados. O SC Cartoleiros fez 93,80 pts e totalizou 227,08 pts na temporada. Uma média de 75,69 por rodada. Logo atrás, o Time do Editor fez 91,70 pts e totalizou 215,11 pts, média de 71,70 pts por rodada.

Balanço da Rodada #3 - Cartola FC 2020
Balanço da Rodada #3 - Cartola FC 2020

Por conta dessa problemática envolvendo o sistema de valorização, o nosso time de patrimônio acabou perdendo cartoletas. A boa notícia é que a partir da 4ª rodada em diante a valorização é baseada sempre na pontuação anterior. Portanto, jogadores negativados tendem a valorizar. Enquanto que jogadores com pontuações muito altas tendem a desvalorizar.
Balanço da Rodada #3 - Cartola FC 2020 Balanço da Rodada #3 - Cartola FC 2020 Reviewed by Redação on 8/17/2020 10:53:00 AM Rating: 5

Nenhum comentário